Os leões costumam dar-se bem com a maresia de Matosinhos. Em dez jogos somaram seis vitórias e quatro empates, mas as estatísticas não dão mais confiança ao experiente lateral. «Esperamos acima de tudo um Leixões forte à procura de mudar aquilo que têm sido os últimos resultados. Fizeram uma primeira volta de grande nível, certamente será difícil manter o mesmo nível, mas irão certamente colocar dificuldades ao Sporting», começou por destacar na antevisão da partida da 23ª jornada.

Na primeira volta, a 15 de Novembro, o Leixões surpreendeu a equipa de Paulo Bento em Alvalade com um golo solitário de Roberto Sousa. Abel espera agora recuperar os pontos perdidos, mas com todas as cautelas. «Acima de tudo perceber que será um jogo difícil, é uma equipa bastante aguerrida, que disputa os duelos de forma forte. O que temos de fazer é não sofrer golos e marcar», acrescentou.

O Sporting vem de uma polémica derrota na final da Taça da Liga diante do Benfica, mas Abel considera que isso é «assunto passado». «Não quero voltar a falar mais nisso, a equipa segue o trabalho normal de preparação para um jogo extremamente difícil. É isso que vamos continuar a fazer, não nos queremos distrair com o que quer que seja porque faltam oito jogos extremamente importantes», comentou.

Pedro Silva castigado, Abel assume titularidade

Abel começou a temporada como titular indiscutível, mas acabou por perder o lugar para Pedro Silva. Nada que abale a motivação do lateral minhoto. «Sinto-me bem, fazendo parte de um grupo de trabalho de uma equipa como o Sporting. A única coisa que tenho de fazer é estar sempre preparado para estar disponível para o treinador para quando ele entender. É essa a minha grande preocupação», referiu.

O defesa entende que o regresso às primeiras opções não depende exclusivamente dele próprio. «É o ciclo normal na vida de um futebolista, nem sempre as coisas saem como queremos. Muitas vezes não tem a ver só com o aspecto individual, mas também com o aspecto colectivo. Encaro isso como um desafio e procuro evoluir nos momentos mais difíceis porque entendo que é nesses momentos que nos reestruturamos e nos preparamos para quando surgirem as oportunidades estarmos mais fortes», acrescentou.

Pedro Silva, expulso na final da Taça da Liga, e Vukcevic, lesionado ao serviço da selecção, estão indisponíveis para o jogo deste domingo, o que irá obrigar Paulo Bento a mexer na equipa. «Não entendo que seja prejudicial porque, quando começámos a época, os responsáveis pelo clube contrataram jogadores com qualidade suficiente para este tipo de situações. Por isso, jogue quem jogar, será sempre a melhor equipa que vai entrar em campo e dará o seu melhor. Não vejo isso como um entrave mas sim como uma motivação extra, até porque se esses colegas não podem dar contributo, nós iremos fazer o máximo para que possamos trazer uma vitória para todos», destacou assumindo que vai ser titular: «Tudo indica que sim», acrescentou.