«Mais do que tudo, quero trabalhar com uma equipa. Estou a considerar, mas seria interessante. Estou aberto a qualquer proposta, as funções dependem de vários factores», admitiu o ex-guarda-redes, de 39 anos, citado pelo Der Spiegel.

De acordo com a imprensa alemã, Kahn terá, inclusive, estado na China para se encontrar com o presidente Clemens Toennies.

Andreas Muller era o director desportivo do clube de Gelsenkirchen até à última semana, quando foi despedido.

Desde que deixou o futebol, Oliver Kahn tem-se dedicado à captação de talentos.