Jorge Jesus, treinador do Benfica, em declarações à Sport TV, analisa a derrota com o Spartak, em Moscovo (1-2):

«Era importante pontuar aqui, pois sabíamos que tínhamos valor para isso, e justificámos durante os 94 minutos. É verdade que o Spartak também é uma boa equipa, que nos surpreendeu no início. Não só o Spartak, como toda a envolvência, o sintético que torna o jogo mais rápido. Tivemos dificuldade em lidar com essa intensidade no início. Depois adaptámo-nos e fomos corrigindo alguns posicionamentos. Ao intervalo falámos e dominámos a 2ª parte, mas não conseguimos um golo, embora tivéssemos várias oportunidades. O Benfica merecia sair com um ponto. A nossa convicção mantém-se: temos de ganhar os dois jogos em casa, vão ser cruciais. Estava com medo de levar o 3-1, que podia ser prejudicial na diferença de golos. Ainda temos todas as possibilidades e acredito que, por aquilo que fizemos em Glasgow e aqui, temos todas as possibilidades de vencer os dois jogos.»

[sobre a ausência de Matic na próxima jornada, devido a castigo] «Temos de arranjar alternativas. Temos jogadores que fazem essa posição. Claro que são mais jovens, e que a experiência conta muito na Champions. Ao Matic também falta alguma experiência,e nos primeiros 15 minutos teve dificuldades em perceber que estava na Champions. Se será André Almeida? Sim, o jogo não estava em função daquilo que eu pretendia, caso contrário teria sido lançado, mas vai provar que tem valor.»