Para o chefe do Governo cabo-verdiano, não há tempo a perder e agora é a fase de mobilização dos recursos necessários para que a seleção tenha uma «excelente participação na prova máxima de seleções em África, que decorrerá entre janeiro e fevereiro de 2015, em Marrocos.

Em 2013, na primeira e até agora única participação de Cabo Verde numa CAN, o Governo apoiou com mais de 10 mil contos (90.690 euros) e José Maria Neves garantiu que vai continuar a dar o contributo e apoio à seleção, mas sem precisar os valores.

Cabo Verde venceu Moçambique com um golo do sportinguista Heldon e, com nove pontos no Grupo F, garantiu o apuramento para a fase final da CAN.