«Respeitamos muito o Sporting. Teve um jogo menos conseguido e acredito que a equipa terá ficado fragilizada. Mesmo entre amigos ninguém gosta de perder por esses números, imagine-se na Liga dos Campeões. Deixo aqui, porém, o meu apreço ao Paulo Bento», referiu o técnico, em conferência de imprensa.

«Os números transformaram aquilo num pesadelo para as gentes do Sporting. Também sou profissional e sei o que estão a sentir. Mas o Sporting não vai defrontar outra vez o Bayern. Não queremos pagar as favas do que aconteceu, apesar de um leão ferido ser mais perigoso do que um saudável.»

«Não há muitos como o Miguel Lopes»

De uma coisa, Carlos Brito está certo. O Rio Ave «não vai ser uma equipa banal» frente ao Sporting. «Na Luz e no Dragão mostrámos que não somos um conjunto qualquer. Não sei jogar para o empate. Temos de ter uma atitude condizente com a exigência da partida. Contra o Benfica e o F.C. Porto ninguém viu um Rio Ave encolhido e é isso que vai suceder em Alvalade. Não temos de recear o que quer que seja.»

Miguel Lopes, lateral direito já contratado pelo F.C. Porto para a próxima temporada, vai cumprir um jogo de suspensão e não defronta o Sporting. Carlos Brito relativiza a ausência, apesar de saber a influência do internacional sub-21.

«Não há muitos jogadores como o Miguel Lopes. Mas quem jogar nessa posição vai tomar conta do recado. Será um atleta com outras características, melhor numas coisas, pior noutras», concluiu o técnico.

Moutinho, Tarantini e Ronaldo em dúvida

Além de Miguel Lopes, Carlos Brito poderá não contar ainda mais três atletas frente ao Sporting. Pedro Moutinho e Tarantini tentam recuperar de problemas musculares, mas é provável que não estejam disponíveis.

Já o brasileiro Ronaldo lesionou-se nos últimos minutos do treino desta quinta-feira e saiu com cara de poucos amigos do Estádio dos Arcos. Nesta altura ainda se desconhece a gravidade do problema físico que afecta o atacante.