Daniel Carriço, jogador do Sporting, após a vitória frente ao P. Ferreira, 2-0:

Acabou por ser um jogo fácil?

«Não foi fácil. Nós é que o tornámos menos complicado. Conseguimos marcar cedo e quando isso acontece as coisas tornam-se mais fáceis. Entrámos muito bem na partida e fomos uma equipa aguerrida, simplificando as coisas para nós. O mais importante foi que conseguimos os três pontos e agora temos de encarar os próximos jogos da mesma forma e continuar na luta.»

Ainda se enerva quando sabe que vai ser titular? Ou o nervosismo vai-se desvanecendo?

«Quando temos mais oportunidades e somos utilizados com maior regularidade é normal que o nervosismo vá diminuindo. Mas existe sempre alguma ansiedade que é normal e até positiva.»

Como acha que vai ser o jogo frente ao Bayern Munique?

«A eliminatória está praticamente resolvida, mas vamos tentar encarar a partida de forma positiva e tentar sair de lá com o orgulho intacto e dar a volta por cima.»

Quando fala em dar a volta, está a referir-se ao resultado?

«É óbvio que é muito complicado dar a volta a um resultado de 5-0, mas queremos sair vitoriosos.»

O que sente ao saber que o seu antigo treinador, Mariano Barreto, vê em si o novo Ricardo Carvalho?

«É um técnico com quem trabalhei. Gostei de trabalhar com ele. É óbvio que me sinto orgulhoso, mas até chegar lá ainda tenho de percorrer um longo caminho. Faço o meu trabalho para chegar o mais longe possível. Se me comparam a ele, fico orgulhoso, mas somos diferentes.»

[O jogador aproveitou para deixar uma mensagem a Grimi, lateral-esquerdo do Sporting, que foi hoje operado ao joelho esquerdo]

«Queria deixar uma mensagem de apoio ao Grimi e dedicar-lhe esta vitória. Está a passar por um momento complicado. Queremos continuar a garantir vitórias para lhe dedicar.»