«Sou sempre favorável à experimentação. E a Liga disponibilizou os jogos da próxima edição da Carlsberg Cup para fazer a experiência», confirmou o responsável ao Maisfutebol, reconhecendo que entre o conceito e a funcionalidade há um longo caminho a percorrer.

A resposta da FIFA pode chegar «a qualquer momento», mas não é um dado adquirido que o país seja seleccionado, até porque Vítor Pereira lembrou que «várias federações e ligas se disponibilizaram para acolher os testes».

O presidente da CA admitiu que a introdução de cinco árbitros não é imune a fragilidades próprias do sector, não só em Portugal, como «na esmagadora maioria dos países». «Temos metade dos árbitros que são necessários», alertou Vítor Pereira, referindo-se ao panorama nacional.

Antecipar conclusões ou aferir da viabilidade da medida, pelo menos em Portugal, não é possível, não só porque o momento é «de experiências», mas também por não existirem «estudos de viabilização» presentemente.