O Maisfutebol desafiou os jogadores e treinadores portugueses que atuam no estrangeiro, em vários cantos do mundo, a relatar as suas experiências para os nossos leitores. São as crónicas Made in Portugal:

CHICO, CHERNOMORETS BURGAS (BULGÁRIA)

«Olá mais uma vez a todos os leitores do Maisfutebol.

Está a chegar! Sim, está a chegar! Não só para mim, mas também para muitos outros que têm a mesma paixão, o mesmo ‘bichinho’, a mesma profissão. Pois bem, refiro-me ao momento das grandes decisões. De quem atinge ou falha os objectivos propostos colectivamente no inicio da temporadas.

Este ano, como é do vosso conhecimento, vim para uma realidade diferente à que estava familiarizado. Diferente, não só em termos geográficos, mas também de objectivos colectivos.

Pela primeira vez na minha carreira estou a lutar pela manutenção na Liga onde estou inserido. Tem sido uma aventura enriquecedora para mim, tanto a nível pessoal como profissional, porque tenho vivido o ‘reverso da medalha’ e com isso, quer se queira quer não, acabamos sempre por valorizar os momentos de sucesso que já vivemos outrora e aprendemos com os de infortúnio.

Como dizia um bom amigo meu: ‘O futebol vive de imprevisibilidades’ e ‘o futebol é uma bola, tão depressa estás por cima, como ela gira e estás por baixo’. Duas grandes verdades estas. Mas, para poder andar nesta vida, só quem é ambicioso e perseverante consegue-se manter a maior parte do tempo por cima, e no fundo alcançar os objectivos propostos.

Após uma vitória muito importante contra um adversário directo, o Slavia de Sófia, por 2-1, continuamos a depender apenas de nós mesmos para atingir o objectivo. Nesta quinta-feira, num jogo importante, empatámos em casa do Lokomotiv Sofia (1-1). Faltam-nos disputar 6 encontros que irão ser encarados como autênticas finais, uma vez que já estamos inseridos no Play-Off de Manutenção (o campeonato búlgaro divide-se a meio da tabela após a 1ª fase de 26 jogos).

.

A nível individual não podia estar a correr melhor a minha primeira época a nível internacional. Sou o jogador mais utilizado do plantel do Chernomorets Burgas e o 8º com mais minutos na Liga já com 33 jogos efectuados (falhei apenas 2).

Para além disso, sinto-me muito útil e acarinhado no clube e espero continuar a dar o meu contributo ao clube na obtenção do objectivo.

Muito obrigado, até á próxima e que todos consigam alcançar os objectivos propostos!

Um abraço,

Chico»    

Conteúdo editado por: Vítor Hugo Alvarenga