O Maisfutebol desafiou os jogadores e treinadores portugueses que atuam no estrangeiro, em vários cantos do mundo, a relatar as suas experiências para os nossos leitores. São as crónicas Made in Portugal:

VASCO FAÍSCA, FC PLATANIAS (GRÉCIA):

«Olá, caros leitores,

Recentemente, terminou o campeonato nacional da primeira divisão Grega (Superliga). Sem surpresas o Olympiakos foi campeão - com várias jornadas de antecedência - e a minha equipa, o Platanias, na última jornada do campeonato, com um empate a zero bolas no campo do Panionios, garantiu o objectivo da época que era a manutenção. Missão cumprida!!

Mais uma vez e pelo quinto ano consecutivo (em três clubes diferentes) chego à última jornada do campeonato e a sorte da minha equipa ainda está por decidir! Nas quatro anteriores, ao serviço do Pádua e do Ascoli, tinha de ganhar, ganhei três e perdi uma vez (Ascoli, 12/13). Agora ao serviço do Platanias bastava um empate e empatámos! O saldo é largamente positivo, e enche-me de orgulho e de motivação para continuar por mais uns aninhos nas vestes de jogador!

Gostava de vos contar uma experiência tipicamente Grega que tive o prazer de viver. Após o empate com o Panionios e com a manutenção garantida, como manda a regra, era hora de festejar! Fomos, então, para a tão aclamada noite de Atenas. E foi aí que fiquei, finalmente, a conhecer e a perceber o que era o Bouzoukia!!

Tinha ouvido falar o ano inteiro sobre os Bouzoukias. Quanto se tocava no assunto, os olhos de alguns colegas de equipa até brilhavam! Os Bouzoukias (nome que deriva do principal instrumento musical grego, o Bouzouki) são nightclubs onde actuam cantores, músicos e, por vezes, bailarinos, muitos deles famosos.

Existe um palco onde actuam os artistas, e o resto do anfiteatro está completamente coberto por centenas de mesas (reservadas, muitas vezes, com dias ou semanas de antecedência) onde se sentam os clientes/espectadores para beber, conviver, dançar e cantar ao som de grandes nomes da música popular Grega.

Outra característica peculiar dos Bouzoukias são as flores, milhares de flores, que são vendidas durante a noite para depois serem atiradas ao artista, em sinal de apreço pelo espectáculo, ou também entre as pessoas em sinal de amor, amizade ou simplesmente por brincadeira.

Valeu muito a pena a experiência, gostei imenso do espectáculo e também da diferente, bonita e intensa maneira de os Gregos fazerem a festa e viverem a noite. Bem agora não resta mais que ir de férias, ver um grande mundial esperando numa grande participação de Portugal, e descansar para preparar do melhor modo possível a próxima época e, de preferência, para uma participação ainda melhor do que a me prezo de ter tido na que agora acabou.

Até breve,

Um abraço!

Vasco Faisca

PS: Deixem-me, também, desejar um bom Mundial aos meus amigos gregos e italianos, desde que, claro, não perturbem o caminho da nossa Selecção.»

Conteúdo enviado por: Vítor Hugo Alvarenga