Fernando Alonso tem tido um fim de semana difícil no Mónaco independentemente do sétimo lugar que obteve na Qualificação deste sábado para a Corrida de amanhã.

O arranque dos treinos na quinta-feira foi feito a meio gás com problemas nos travões, a última sessão desta manhã terminou co o 15.º tempo antes da presença garantida na quarta linha da grelha. E foi essa inconstância do McLaren que levou o espanhol a revelar que foi «às cegas» que entrou para a Qualificação.

“Foi um fim de semana muito complicado. Perdemos a primeira sessão por causa dos travões e na terceira o carro estava a comporta-se de forma muito estranha”, disse Alonso explicando que “a traseira parecia desligada da frente”.

O piloto da McLaren contou que sentiu “problemas na traseira nas curvas lentas” e que, “nas curvas rápidas”, os “problemas” estavam na “frente” resultando num “puzzle que é difícil de resolver”.

“Fizemos uma série de alterações no carro e fomos para a qualificação como se tivéssemos atirado uma moeda ao ar para ver como o carro de comportaria”, revelou Alonso numa citação do «Motorsport.com».

E acabou por dar certo: “Vimos rapidamente que era um carro diferente, que estava a comportar-se melhor e a dar-me a confiança para atacar. O sétimo lugar, agora, sabe bem”, confessou o espanhol.

VEJA TAMBÉM: