Mika Hakkinen ficou impressionado com a atitude de Romain Grosjean no GP da Austrália em Fórmula 1.

O piloto da Haas passou ao lado da reputação de "queixinhas" e demonstrou maturidade ao passar vários minutos com os mecânicos desolados pelo abandono dos dois monolugares na primeira corrida da temporada. O momento foi captado pelas câmaras e o francês foi globalmente saudado pelo gesto muito positivo face ao erro humano da equipa.

O episódio mereceu especial atenção do bicampeão mundial de F1, Mika Hakkinen.

"Que desilusão que foi a corrida depois de um ótimo desempenho durante todo o fim de semana", disse em entrevista à Unibet. "Pareciam bem durante os treinos e ver os dois carros começarem a corrida na terceira fila da grelha foi impressionante, mas foram os pit stops que levaram ao abandono", assumiu Hakkinen que aplaudiu a atitude de Grosjean.

"Foi um teste real para o espírito de equipa. Passei por uma situação semelhante com um pit stop que correu mal e, claro, é muito chato. Como equipa, a reação de um piloto é muito importante nesta situação, em termos de linguagem corporal e o nível de palavras usadas para falar com as pessoas envolvidas", garantiu o finlandês que descreveu o piloto como "líder".

"Vimos isso no vídeo em que Romain Grosjean fala com um dos seus mecânicos. A emoção era clara, mas ele mostrou a importância do piloto nesta situação, ao ser um líder e oferecendo apoio, especialmente num momento difícil ", defendeu.