«Encaramos o jogo com tranquilidade e confiança porque vimos de três jogos bons jogos e sabemos que a responsabilidade é do Benfica. Além disso, não somos bons a jogar fora¿ em casa é que somos fortes», dispara Domingos Paciências, em tom de descontracção.

Os encontros fora de Coimbra têm sido, efectivamente, o ponto fraco da equipa esta época, mas o técnico da Briosa acredita que, nos próximos quatro jogos que faltam nessa condição, poderá surgir a primeira vitória: «Já não temos muitos. Vamos tentar ganhar um deles e era bom que fosse já o deste sábado, porque esta equipa merece. Em casa, lutamos para ser campeões e se tivéssemos os mesmos pontos fora do ano passado, estávamos a lutar pela Taça UEFA.»

Domingos Paciência ainda não dá a manutenção como dado adquirido, por estarem ainda «21 pontos em disputa», e também não acredita num Benfica igual ao do ano passado: «São momentos diferentes. Na altura, o Chalana tinha acabado de pegar na equipa. O Benfica tem jogadores que desequilibram nas transições e, se tiver bola e ganhar os corredores, tem dois bons avançados [Nuno Gomes e Cardoso] que podem tornar-se a vida difícil.»

Benfica «sem margem de erro»

A fraca exibição na Reboleira deixa o técnico dos estudantes desconfiado porque, normalmente, a seguir a um mau jogo, vem o desejo de redenção: «Os jogadores do Benfica têm consciência do rendimento que tiveram e só há duas soluções: continuar na mesma senda ou dar a volta por cima. Acredito que é esta última versão que vamos ter pela frente. Sabemos bem do orgulho e brio profissional daqueles jogadores.»

Numa altura decisiva da Liga, Domingos sabe que «todas as equipas terão de se respeitar» porque a luta pelos pontos, independentemente dos objectivos de cada um, está ao rubro. «Todas as equipas precisam de estar na máxima força nesta altura. São poucas aquelas que podem descansar. O Benfica não tem margem de erro nesta altura.»

No encontro de sábado, a Académica não poderá contar com Sougou, castigado com três jogos na sequência da expulsão frente ao Belenenses, nem com Pedro Costa, lesionado. Durante a semana, Saleiro e sobretudo Cris têm sido poupados ao esforço e resta saber se estarão aptos para a partida.