O antigo médio brasileiro lamentou que no Brasil os adeptos não passem tanta força à equipa, como ele vê acontecer nos países vizinhos: «Quando jogamos no Brasil há uma série de polémicas e restrições, circunstâncias que nos dificultam o trabalho.»

Segundo o seleccionador, que falou em entrevista ao programPainel RBS, os futebolistas «adoram» estar na equipa nacional, «mesmo cansados», pelo que a forte presença do público seria um prémio merecido à dedicação dos atletas brasileiros.

Dunga disse esperar um grande apoio na próxima semana e aproveitou para lamentar o pouco tempo entre jogos de qualificação, o que não permite o descanso saudável dos jogadores: «Os jogadores não têm a recuperação necessária para o segundo jogo. O fuso horário ainda nos afecta mais. Os jogadores que actuam na Europa (a maior parte) têm a dificuldade extra das adaptações aos diferentes horários após longas viagens»

O Brasil, com Luisão nos convocados, enfrenta o Equador em Quito e recebe o Peru em Porto Alegre, com quatro dias de intervalo. Os canarinhos estão no segundo lugar da classificação para o Mundial 2010, com 17 pontos, atrás do Paraguai.