O antigo dirigente da Associação de Futebol de Lisboa e do Sporting encabeçava a única lista concorrente aos órgãos sociais.

Recolheu 46 votos.

Registaram-se ainda cinco votos brancos e dois nulos.

Votaram 35 dos 36 clubes profissionais. Não votou o Atlético.