O médio sofreu uma fractura de perónio que obriga a intervenção cirúrgica, devendo ficar afastado dos relvados durante pelos menos três meses. O incrível da história foi que o lance aconteceu por volta dos 20 minutos e, apesar das dores que sentia no tornozelo, Manuel Fernandes prosseguiu em campo até ao final da partida, jogando mais de 70 minutos com a fractura.

Aliás, só esta manhã, ao apresentar-se no treino da equipa, em Paterna, Manuel Fernandes teve conhecimento da gravidade da lesão, depois de o médico do Valência, Antonio Giner, o sujeitar a uma série de exames.

O inchaço no tornozelo despertou suspeitas no responsável clínico do Valência, que admitiu posteriormente aos jornalistas espanhóis ter detectado «uma fractura no perónio esquerdo, ao nível da diáfise, em consequência de um golpe sofrido durante o jogo». Giner espera ver a recuperação do jogador completa antes do início da nova época. Manuel Fernandes será operado esta terça-feira.