Nos outros jogos da ronda, o destaque vai para a tarde infeliz dos dois portugueses do Bétis. No empate (3-3) com o Numancia, em Sevilha, Nélson e Ricardo partilharam dupla infelicidade, cometendo penalties que lhes valeram a expulsão.

Tudo começou bem para os sevilhanos que, frente a um adversário directo na luta pela permanência, se adiantaram aos 9 minutos, graças a Sérgio Garcia. Mas a reacção dos visitantes resultou em reviravolta, com Aranda a fazer o golo da igualdade ainda antes do intervalo. O pior estava para vir: Nélson recebeu ordem de expulsão aos 75 minutos, depois de derrubar Bellvis na área. Barkero enganou Ricardo no penalty e o Numancia passou para a frente.

Mesmo com um homem a menos, o Bétis carregou, e o jogo teve dez minutos finais alucinantes: Capi fez o golo do empate aos 84 minutos e o árbitro deu uma ajuda aos sevilhanos, assinalando um penalty inexistente sobre Edu, que Oliveira converteu. O Béstis voltava ao comando mas, já em descontos, Ricardo falhou uma saída e derrubou Aranda. Mais um penalty, mais uma expulsão de um internacional português e o Bétis, já sem substituições, viu Aranda bater o improvisado guarda-redes Melli, para fixar o 3-3 final.

Outro português sem boas recordações deste sábado foi Nunes, que jogou os 90 minutos na derrota do Maiorca em Bilbao (2-1). No entanto, o resultado mais sensacional da tarde foi a pesada derrota sofrida pelo Villarreal frente ao Almería (3-0) num jogo em que o francês Pires viu o cartão vermelho.

29ª jornada:

Sábado

Almeria-Villarreal, 3-0

(Negredo, 7; Piatti, 20; Mané, 35)

At. Bilbao-Maiorca, 2-1

(Yeste 5 g.p.; Martinez, 84) (Jurado, 72)

Bétis-Numancia, 3-3

(S. Garcia, 9; Capi, 84; R. Oliveira, 89 g.p.) (Aranda, 40 e 90 g.p.; Barkero, 77 g.p.)

Valladolid-Barcelona, 0-1

(Etoo, 41)

Huelva-Sevilha, 0-1

(Kanouté, 32 g.p.)

Málaga-Real Madrid (mais tarde)

Domingo

At. Madrid-Osasuna

Espanhol-D. Corunha

Valência-Getafe

Sp. Gijon-Santander