red devilsMaisfutebol

«Sempre fui fã do F.C. Porto. Vai ser uma grande confusão de sentimentos para mim. Não posso escolher, pois ambos os clubes são muito importantes para mim. Que vença aquele que merecer», refere Evandro Brandão, que ainda não teve oportunidade de falar com Cristiano Ronaldo e Nani sobre o confronto com os tricampeões portugueses.

«Não falámos, mas sei que para o balneário do Manchester United isto é um acerto de contas. Ninguém em Old Trafford se esquece do que se passou há cinco anos», explica o jovem português, que já foi avisando os jogadores ingleses sobre um certo avançado até há pouco desconhecido.

«Os meus colegas de equipa pensam que vai ser tudo fácil para o Manchester United, mas fiz questão de lhes lembrar do que aconteceu em 2004. Depois, ainda lhes mostrei uns vídeos do Hulk e eles ficaram impressionados. Ninguém o conhecia, mas agora todos dizem que é o melhor jogador do F.C. Porto.»

Perigo público número um? Cristiano Ronaldo

Melhor do que ninguém, Evandro Brandão conhece por dentro e por fora a equipa do Manchester United. Além de efectuar vários treinos com o plantel principal, o avançado sub-18 não perde um jogo em Old Trafford. De qualquer forma, instado a nomear os principais focos de talento nos red devils, a resposta esbarra no óbvio: Cristiano Ronaldo.

«O Manchester United tem uma equipa muito forte, sem dúvida, mas acredito sinceramente que o F.C. Porto pode vencer. Se o Porto conseguir anular o Cristiano Ronaldo, acho que terá mais hipóteses de sair de Old Trafford com um triunfo.»

Em Roma, de cachecol azul e branco

Evandro Brandão ainda não teve oportunidade de pisar a relva do mítico Old Trafford em partidas de carácter oficial. Ainda assim, vive continuamente o ambiente do Teatro dos Sonhos e deixa o aviso ao F.C. Porto. Dia 7 de Abril, os dragões terão de aguentar a pressão intensa que chega das bancadas.

«O ambiente é incrível. Ver aquela multidão toda a puxar pela equipa durante 90 minutos arrepia qualquer um. Os jogadores do F.C. Porto têm de esquecer tudo isso, tapar os ouvidos e pensar só no jogo.»

E se os dragões afastarem mesmo o Manchester United, Evandro acredita que a conquista de 2004 pode ser repetida. E deixa desde já o aviso: em Roma, local da final da Liga dos Campeões, vai haver mais um adepto de cachecol azul e branco ao pescoço.

«Quero ir a Roma, mas se não for estarei em casa vestido com as cores do F.C. Porto.»