Para já não há previsões para o regresso do uruguaio. «É uma lesão que está a ser difícil de solucionar. Não é uma entorse normal, é uma entorse que pela forma como a pancada foi dada afectou partes ósseas. Por isso é mais difícil de recuperar. Pela capacidade de sacrifico do Fucile e pela vontade dele jogar, espero que recupere rapidamente.»

Refira-se, de resto, que o treino desta quinta-feira já contou com os internacionais portugueses (Raul Meireles, Bruno Alves e Rolando), em pleno, bem como do romeno Sapunaru, embora neste caso em trabalho mais ligeiro. De fora continuam Lucho, Lisandro o e Rodriguez. Os sul-americanos só chegam nesta sexta-feira ao Porto.

Lisandro não pode jogar em Guimarães por estar castigado, em relação aos últimos dois Jesualdo garante que estão em dúvida. «Amanhã quando chegarem vamos fazer as análises e tomar as decisões».O que preocupa o treinador é o natural cansaço, após longas viagens e jogos sob uma intensidade muito grande. Sobretudo de Rodriguez.

A derrrota pesada da Argentina, garante, inclusivamente com Lucho a titular, não é motivo de preocupação. «A Argentina passou pela dificuldade que todas as equipas que jogam em Laz Paz passam. Recordo que a Bolívia apurou-se para um Mundial com as vitórias conseguidas em casa. De facto, jogar naquela altitude não é fácil», disse.