«Claro que não me agrada muito [a situação actual]. Tenho 21 anos e podia estar num patamar diferente, mas não tenho tido muitas ajudas, só ajudas negativas», referiu o jogador, que diz esperar uma decisão do Sporting sobre o seu futuro para daqui a três meses.

Paim tem tido uma época conturbada, com treinos à experiência em Portugal (Rio Ave) e no estrangeiro (Chelsea e FC Kuban), sem nunca assentar. No clube russo, treinado por Mariano Barreto, a dispensa foi provocada pelo «excesso de estrangeiros».

Segundo o jogador, que mantém a intenção de se afirmar no Sporting, a decisão sobre o futuro ainda não está tomada. «Acho que já fiz muitas coisas boas, até pelo Sporting. Estou sempre confiante em provar o meu valor, caso tenha oportunidade. Não é só aparecer nos jornais a dizer que sou uma esperança e uma promessa, acho que se estiver lá, vou conseguir, tal como outros o fizeram», revelou, confiante.

Antes da estadia no Chelsea, Paim jogou pelo Olivais e Moscavide (2006/07), Trofense e Paços de Ferreira (2007/08). Os leões têm três meses para decidir que destino dar ao futebol de Paim.