A relação entre o FC Porto e José Mourinho teve contornos épicos, antes da separação. Basta pensar nas finais de Sevilha e Gelsenkirchen.

O treinador do Chelsea já voltou ao Dragão duas vezes, mas cada visita é sempre especial. Ora, por isso, perguntou-se a Julen Lopetegui uma opinião sobre o Happy One e se há algo na forma como olham o futebol que os une.

O treinador espanhol, como já tem sido normal, preferiu dar uma resposta curta e não perder muito tempo com a questão. De forma cordial, porém.

«Tenho um grande respeito por ele, ganhou tudo neste clube e neste país. Mas amanhã quero vencê-lo», sublinhou o técnico do FC Porto.

Lopetegui garante «máxima intensidade e exigência», relativizando o empate obtido (ou consentido?) em Kiev, perante o Dínamo.

«Kiev é pré-história. Já se passaram muitas coisas depois. Temos é de pensar em vencer o jogo de amanhã».

Também sobre dados estatísticos – no caso, o número de golos marcado pelo FC Porto na última edição da Champions -, Julen Lopetegui evidenciou desinteresse.

«Não gosto de estatísticas. Estou focado no que podemos fazer amanhã, no nosso trabalho, na determinação».