Jesualdo Ferreira, treinador do F.C. Porto, em declarações à Sport TV, analisa a vitória sobre o Arsenal (2-1), na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões:
«É um resultado que favorece o Arsenal, pelo golo que marcou fora. Mas tenho a convicção de que faremos golos em Londres. Vai ser um jogo terrível. Quem joga em Londres passa sempre por muitas dificuldades.»
«Houve fadiga em alguns jogadores, que têm feito muitos jogos, e outros que têm feito menos. Fomos solidários a defender. Toda a equipa tem de entender que se perde o jogo se defendermos mal. Daqui até ao jogo de Londres ainda vai haver muito futebol. Vai haver Liga e selecção. Sinto que temos condições para passar.»
[sobre o regresso de Meireles] «Um mês de paragem é complicado, especialmente para um jogador que não é robusto. Foi até aos limites. É um jogador muito evoluído tacticamente, e que conhece bem as rotinas. Foi importante para não perdermos rotinas. O Tomás Costa entrou e esteve muito bem.»
[sobre o regresso de Hulk] «O Hulk não fez mais do que estávamos à espera. Foi melhor na segunda parte do que na primeira.»
[sobre a estreia de Rúben Micael na Liga dos Campeões] «Como já disse, parece que está no F.C. Porto há muito tempo. Tem uma capacidade técnico muito boa e assimilou rapidamente os processos da equipa. Vai acabar por fazer golos, que não tem conseguido. Olhamos para ele, num jogo destes, e não notamos diferença por ser a estreia.»
[o médio ex-Nacional voltou a sair com queixas no ombro. Estará apto para o Sp. Braga?] «Teve esta lesão no jogo com o Leixões. Recuperou, conseguiu chegar aos 85 minutos. Vai recuperar e vai estar apto para o jogo do próximo domingo.»