A cidade do Porto está, definitivamente, habituada a consagrar campeões nacionais. Se há regra, quase perfeita, a que se pode aludir para destacar as conquistas do campeonato no novo milénio é que todas elas, com apenas uma excepção, têm o Porto como pano de fundo.

A mancha ocorreu na temporada 2001/02. O Sporting, com Boloni ao leme, sagrou-se campeão nacional no hotel. Depois de adiar a conquista por duas vezes, frente a Benfica e V. Setúbal, acabou por beneficiar de uma ajuda do velho rival Benfica para abrir o champanhe. Os encarnados bateram o Boavista e os leões puderam festejar. A derrota dos axadrezados é, portanto, a única ligação à cidade do Porto que a festa do título desse ano teve. Mas, em todos os outros anos, desde a viragem do século, a história foi diferente.

A viagem começa no extinto Vidal Pinheiro, em 2000. O Sporting bateu o Salgueiros por 0-4 e festejou o título, dezoito anos depois. No ano seguinte, nova festa na Invicta, desta feita no Bessa e para a equipa da casa. Jaime Pacheco conseguiu o feito inédito de levar as «panteras» ao título pela primeira e única vez na sua história, depois de vencer o Desp. Aves por 3-0.

Em 2002, veio referida excepção. Sol de pouca dura, uma vez que, no ano seguinte, a festa voltou ao Porto. Pela primeira vez nas Antas. José Mourinho conquistava o primeiro título da carreira, depois de vencer o Santa Clara por 5-0. O F.C. Porto voltou a festejar em casa no ano seguinte, agora no hotel, após um deslize do Sporting em Leiria. A consagração seria no Dragão, frente ao Alverca, numa vitória por 1-0.

O único título do Benfica, até ao momento, foi, também ele, ganho no Porto, no Bessa. Seguiu-se o «tetra» portista que começou em Penafiel (distrito do Porto) e passou três vezes pelo Dragão, nos anos seguintes. Desp. Aves, Estrela da Amadora e Nacional foram os convidados para a festa.

Em 2009/10, o Benfica pode confirmar a tendência. Um empate no Dragão é suficiente para largar os fogos. Um deslize do Sp. Braga possibilita que, mesmo perdendo, os encarnados sejam campeões. A festa será vermelha, mas continuará com os, já tradicionais, tons da Invicta.

Festas do título:

1999/00: Salgueiros- Sporting, 0-4 (Vidal Pinheiro)

2000/01: Boavista-Desp. Aves, 3-0 (Bessa)

2001/02: Sporting festeja no hotel em Lisboa

2002/03: F.C. Porto-Santa Clara, 5-0 (Antas)

2003/04: F.C. Porto festeja no hotel no Porto

2004/05: Boavista-Benfica, 1-1 (Bessa)

2005/06: Penafiel-F.C. Porto, 0-1 (Penafiel)

2006/07: F.C. Porto-Desp. Aves, 4-1 (Dragão)

2007/08: F.C. Porto-Estrela Amadora, 6-0 (Dragão)

2008/09: F.C. Porto-Nacional, 1-0 (Dragão)