O técnico, recorde-se, falou em «prostituição intelectual» e recusou a ideia de que a sua equipa tem sido beneficiada pela equipa de arbitragem, «empurrando» tal cenário para o lado da Juventus.

Para além de Mourinho, a federação italiana vai ainda analisar a polémica em torno dos jogadores Balotelli e De Rossi.