A decisão surge um dia depois de Cardinal ter faltado aos treinos para viajar até Dublin, de forma a apoiar o F.C. Porto, clube do qual é adepto assumido, na final da Liga Europa. «O Sporting Clube de Portugal não aceita que sejam desrespeitados os seus valores centenários, e saberá pugnar pela defesa dos mesmos. Sem prejuízo, serão accionados os mecanismos legais adequados para obter o ressarcimento dos danos que sofreu», justificou o clube ao qual o jogador estava vinculado.