A razão é simples: o romeno atirou com uma camisola ao chão. Mas não uma camisola qualquer. Tratava-se de uma camisola com a imagem do príncipe Abdul Aziz. O que é suficiente para configurar uma atitude de desrespeito. Por isso a federação saudita emitiu um comunicado no qual dizia que o técnico estava proibido de treinar no país.

«O seu comportamento no final da Taça do Príncipe foi inaceitável», garante o comunicado. Próximo passo: a imediata expulsão do país de Cosmin Olaroiu. Resta dizer que o treinador atirou a camisola ao chão por uma razão. O Al-Hilal ganhou a Taça do Príncipe e o treinador queria naturalmente subir ao palco para recebê-la.

Como todos os jogadores, aliás. O problema é que os responsáveis federativos acharam que nem todos teriam direito a subir ao palco. O treinador romeno foi um dos que ficou impedido de o fazer. Furioso, Cosmin Olaroiu atirou a t-shirt branca com a imagem de Abdul Aziz, que todos tinham recebido para vestir em homenagem ao príncipe, ao chão.