Mais do que isso é que não. Hulk prefere não se alongar em comentários. Não faz parte do feitio falar muito dele. «Fico feliz por ter mostrado o meu trabalho e ajudado a minha equipa», garantiu esta manhã durante o superflash semanal.

O mesmo sorriso e a mesma resposta curta foi o que os jornalistas levaram quando lhe perguntaram se espera repetir no sábado a maldade que fez sobre Rochemback no jogo da Taça. «Procuro sempre dar o meu melhor nos jogos e ajudar a equipa», disse.

Mais comentários teve quando questionado em relação às muitas faltas que o Howard Webb, o árbitro de Madrid, lhe assinalou. «Por ter um pouco mais de força e velocidade, nas bolas divididas o árbitro marcava sempre falta contra mim», lamentou.

«Na dúvida era sempre contra o F.C. Porto.» O que chegou a irritar o brasileiro, admite, embora adiante que nenhum árbitro o vai tirar do sério. «É um pouco difícil segurar os nervos nessas alturas, mas não se pode perder a cabeça para não prejudicar a equipa.»