Depois de dois empates consecutivos - frente ao Manchester United na Liga dos Campeões e ante a Roma no campeonato -, o treinador português somou um verdadeiro insucesso.

«Estou preocupado», começou por dizer, no final, segundo a «Gazzetta dello Sport». «O jogo começou com um golo ridículo, sofremos outro de bola parada, uma situação que temos trabalho muito... e, depois, um terceiro golo novamente ridículo. O Inter foi demasiado passivo e, obviamente, tornou-se difícil fazer melhor. Quando em campo estão os melhores há essa possibilidade, mas quando não estão, pois não é humanamente possível jogar sempre com os mesmos, a equipa não tem qualidade», lamentou.

O facto de a segunda mão dos oitavos-de-final, agendada para a próxima semana, em Manchester, não serviu de desculpa para José Mourinho.

«Seria de esperar que um jogador menos utilizado aproveitasse as oportunidades. Mas Rivas não esteve bem, ele sabe-o e eu também. No entanto, não é justo culpá-lo só a ele pela derrota. Somos todos responsáveis. É um resultado que nos deixa em dificuldades para a final, mas nada é impossível no futebol», concluiu.