Última jornada de emoções fortes no Brasileirão.

Tal como se previa, os últimos classificados fizeram das tripas coração para se livrarem da descida, mas na frente as coisas estavam mais ou menos definidas, exceção feita ao apuramento para as competições internacionais.

Comecemos por aí, antes de mais. A Chapecoense teve uma época atribulada a nível de exibições, mas o sprint final permitiu ao atual detentor da Copa Sul-Americana discutir uma vaga no acesso à próxima Libertadores, resultado de uma reviravolta em casa, diante do Coritiba.

Elicarlos fez o empate aos 37 minutos e o triunfo chegou mesmo ao cair do pano, graças ao tento de Tulio de Melo (90+5m), que colocou a Chape no 8.º posto, depois do Vasco, que teve o mesmo destino.

Melhor sorte teve o Flamengo, que garantiu o acesso direto à Libertadores, mas a muito custo, visto que esteve a perder no reduto do Vitória, mas conseguiu a reviravolta aos 90+6m, graças ao golo de penálti do ex-FC Porto Diego.

Na luta pela descida, e já que falámos do Coritiba, a equipa de Paraná foi uma das que não escapou à descida, precisamente em função dessa derrota com o Mengão (1-2).

A outra fava em disputa calho ao Avai, que acalentava a esperança de se manter no primeiro escalão, devido à vitória na penúltima jornada, mas não conseguiu melhor do que um empate no terreno do Santos (1-1).

Ponte Preta e Atlético Goianiense já tinham confirmado a descida anteriormente, em função do penúltimo e último lugar, respetivamente.

Quem se salvou da descida na derradeira jornada foi o Sport Recife e tudo por causa do golo de um ex-Sporting. André, um dos jogadores mais utilizados do Brasileirão esta época, apontou o golo da vitória e da salvação, curiosamente contra uma das antigas equipas, o já campeão Corinthians.

Contas feitas, os lugares ficaram assim definidos:

Apurados Libertadores:

1.º Corinthians, 72 pontos

2.º Palmeiras, 63 pontos

3.º Santos, 63 pontos

4.º Grémio, 62 pontos

5.º Cruzeiro, 57 pontos

6.º Flamengo, 56 pontos

 

Fase de apuramento Libertadores:

7.º Vasco, 56 pontos

8.º Chapecoense, 54 pontos

 

Copa Sul-Americana:

9.º Atlético MG, 54 pontos

10.º Botafogo, 53 pontos

11.º Atlético Paranaense, 51 pontos

12.º Bahia, 50 pontos

13.º São Paulo, 50 pontos

14.º Fluminense, 47 pontos

 

Despromovidos:

17.º Coritiba, 43 pontos

18.º Avai, 43 pontos

19.º Ponte Preta, 39 pontos

20.º Atlético Goianiense, 36 pontos