Shrewsbury, pequena vila medieval no oeste inglês, 70 mil habitantes e um orgulhoso clube de futebol na League Two. Foi aqui, mais precisamente no pequeno New Meadow, estádio capaz de receber nove mil espetadores, que José Mourinho apanhou um dos maiores sustos da época.

A dez minutos do fim, o Chelsea empatava a uma bola e, mais do que isso, sofria de forma inimaginável. Só um autogolo do infeliz Grandison, aos 81 minutos, repôs alguma normalidade no resultado e na expressão de Mourinho.

Repare-se: o Chelsea fez várias mudanças no onze inicial, mas a equipa apresentada era, ainda assim, recheada de elementos talentosos. Para a fase final, o técnico ainda lançou Willian e Matic. O brasileiro fez o cruzamento para o desvio desafortunado de Grandison.

No Shrewsbury Town FC, coletivo perdido no quarto escalão britânico, nota para o excelente Ryan Woods. O que faz, aos 20 anos, este talentoso médio numa liga tão rudimentar?

O Chelsea está nos quartos-de-final da Taça da Liga, mas os aplausos vão todos para os rapazes de Shrewsbury.

FICHA DE JOGO DO SHREWSBURY-CHELSEA

 

  

José Mourinho escapou ao escândalo. O mesmo não pode dizer o WBA. Na visita ao Bournemouth, uma das boas equipas do Championsip, o emblema da Premier League caiu por 2-1. Eunan O’Kane e Callum Wilson foram os heróis na noite de Bournemouth.

Mario Balotelli, por uma vez, salvou o Liverpool. Desta vez frente ao Swansea.

Na Alemanha, as vitórias de Arminia Bielefeld e Aalen merecem um especial sublinhado. Este segundo clube, 17º classificado na II Bundesliga, afastou o primodivisionário Hannover. 2-0, golos de Ceyhun Gulselam e Michael Klauss.

Em Bielefeld, o Arminia teve de ir até aos penáltis para afastar o Hertha Berlim. Após o persistente nulo, nas grandes penalidades o Hertha caiu por 4-2.

Uma palavra também muito forte para uma equipa das divisões regionais. O Kickers Offenbach eliminou o Karlsruher, da II Bundesliga, por 1-0: golo de Benjamin Pintol e festa em Offenbach, cidade de 100 mil habitantes na região de Hesse.

Resta falar da Taça da Liga, em França. E aqui a celebração foi feita também em português.

O US Cretéil Lusitanos, do segundo escalão, foi a Lens eliminar o adversário da Ligue 1 por 0-2. O lateral esquerdo Augusto, ex-Moreirense, e Rafael Dias foram os jogadores portugueses utilizados nesta histórica vitória.

 

INGLATERRA: LEAGUE CUP

Bournemouth-WBA, 2-1

Shrewsbury Town FC-Chelsea, 1-2

MK Dons-Sheffield United, 1-2

Liverpool-Swansea, 2-1

Fulham-Derby County, 2-5

ALEMANHA: DFB CUP

St. Pauli-Borussia Dortmund, 0-3

Kaiserslautern-Greuther Furth, 2-0

Kickers Offenbach-Karlsruhe, 1-0

Chemnitz-Werder Bremen, 0-1

Arminia Bielefeld-Hertha Berlim, 0-0 (4-2, g.p.)

Aalen-Hannover 96, 2-0

Dínamo Dresden-Bochum, 2-1 (a.p.)

Duisburgo-Colónia, 0-0 (1-4, g.p.)

FRANÇA: COUPE DE LA LIGUE

Evian-Lorient, 1-2

Reims-Arles, 2-3 (a.p.)

Montpellier-Ajaccio, 0-1

Caen-Clermont, 4-3 (a.p.)

Nantes-Laval, 4-0

Lens-US Créteil Lusitanos, 0-2

Bastia-Auxerre, 3-1

Toulouse-Bordéus, 1-3