para a 31.ª jornada do Brasileirão. 

E o Timão não vai mesmo contar com a sua referência ofensiva, o avançado peruano Paolo Guerrero. 

Nos últimos dias, o departamento jurídico corintiano esteve empanhado na tentativa de despenalização de Guerrero, mas nenhuma das alternativas propostas pelo clube ao presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva foram aceites. 

Guerrero foi punido por, alegadamente, ter empurrado o árbitro Leandro Bizzo Marinho, na partida com o Bragantino, para a Taça do Brasil.

O Corinthians é terceiro, com 52 pontos, está a apenas um do São Paulo. O Palmeiras é 14.º com 35.