O presidente da FIFA voltou a lembrar não pode ser jogado no verão devido às altas temperaturas e entende que o final do ano será melhor que o início para que o torneio não coincida com os Jogos Olímpicos de Inverno.

«Não se pode jogar no verão. Podemos baixar a temperatura nos estádios, mas não podemos pôr todo o país debaixo de um teto. Há que encontrar uma solução», declarou o dirigente em entrevista à rádio France Info.

«Temos de trabalhar sobre o calendário internacional. Ao início era possível, agora é um pouco mais difícil. Mas o Mundial é tão importante...», reforçou.

Em setembro último, o grupo de trabalho que a FIFA nomeou para desenhar o calendário internacional entre 2018 e 2024 já estudou a possibilidade de o Mundial do Qatar 2022 não se disputar no período habitual entre junho e julho, mas sim entre janeiro e fevereiro ou entre novembro e dezembro. 

Esse grupo voltará a reunir-se em novembro para continuar a debater, com mais informações, sobre as consequências de uma mudança de datas para a realização do Mundial e tem já outra reunião prevista para fevereiro de 2015.