As analogias tornaram-se uma imagem de marca de Carlos Carvalhal desde que assumiu o comando técnico do Swansea. Esta quinta-feira, o técnico português recorreu a uma analogia para explicar o crescimento de Jordan Ayew. O internacional galês apontou dez golos desde a chegada do minhoto.

«Jordan [Ayew] tem jogado numa posição onde se sente confortável. Disse-lhe para jogar com liberdade e com a cabeça limpa. Se tratarmos uma flor com a quantidade correta de sol e de água, a flor será linda. Todos as flores podem ser lindas. Porém, demasiado sol ou demasiada água vai matar a flor. É tudo uma questão de encontrar o ambiente ideal. Os jogadores têm de estar confortáveis e sempre com sorrisos. Dessa forma, vão jogar bem», referiu, em conferência de imprensa.

O português acrescentou: «Não posso falar do passado, nem quero estar a criticar quem esteve aqui antes de eu chegar»

 

O Swansea defronta, no próximo sábado (15h00), o Everton, no Estádio Liberty, no País de Gales.