Raymond Domenech, selecionador da França entre 2004 e 2010, vai lançar esta quarta-feira um livro intitulado «Mon dico passionné du foot» («O meu dicionário apaixonado de futebol»), no qual lança algumas definições próprias a propósito de alguns protagonistas do mundo futebolístico.

Domenech fala, entre outros, de José Mourinho, com uma referência ao cargo que o português desempenhou nas primeiras equipas técnicas em que esteve integrado: «O problema dos tradutores (antiga função de Mourinho em equipas técnicas) existe quando estes acabam por se convencer de que foram eles mesmos a escrever os textos».

Nestes primeiros excertos divulgados na imprensa francesa, Domenech mostrou-se ainda mordaz com algumas referências do futebol francês, do passado e da atualidade, desde Zidane a Ribéry:

«Zidane sacrificou as hipóteses da sua equipa apenas por uma questão de orgulho», referindo-se à expulsão do antigo jogador, por agressão a Materazzi, na final do Mundial 2006. Já sobre Ribéry, Domenech considera que em 2010, na África do Sul, ele «mostrou o seu mal-estar e estupidez». Para o ex-selecionador francês, Ribéry, passado uns tempos, «mostrou ter cabeça, pois queria conquistar a Bola de Ouro».