Dia de muitos jogos por essa Europa fora, foi nas partidas das Taças que aconteceram dois grandes momentos desta quarta-feira. Dois grandes dos seus países foram eliminados, nas suas próprias casas, por adversários menos cotados. A maior surpresa aconteceu logo a abrir os jogos, em São Petersburgo. O Zenit ficou fora da Taça da Rússia. A fechar, aconteceu o segundo resultado inesperado. Em Manchester, o City ficou fora da Taça da Liga inglesa.

Rolando Aarons foi a figura maior do jogo no Etihad, em Manchester. A jovem aposta de Alan Pardew cumpriu em pleno na nova oportunidade e foi ele quem abriu o marcador para lançar o Newcastle para uma vitória convincente.

Com 18 anos, o jovem internacional sub-20 inglês nascido na Jamaica teve um início de época marcado por uma lesão muscular que não deixou a aposta de Pardew colher frutos durante algumas jornadas. Aarons acabou por fazer nesta quarta-feira o quarto jogo da época. Estreou-se na 1ª jornada da Premiership precisamente numa derrota com o City, ganhou a titularidade na Taça da Liga frente ao modesto Gillingham, e voltou a ser utilizado à 3ª jornada do campeonato (com o Crystal Palace) estreando-se a marcar um golo.

Desta vez, não deixou o City respirar e faturou logo aos seis minutos abrindo as portas do triunfo que coloca o Newcastle nos quartos de final da Taça da Liga inglesa – onde também estará o Southampton de José Fonte, vencedor frente ao Stoke City . Voltando ainda a Manchester, Sissoko garantiu o triunfo dos magpies, que tiveram direito a manifestação de fair-play por parte do City.

À tarde foi o Zenit quem protagonizou o escândalo logo na abertura dos jogos. A equipa de André Villas-Boas perdeu com o último classificado da liga russa, onde, até agora, o Arsenal Tula só tinha conseguido dois empates.

Ao ganhar, a equipa treinada por Alenitchev não só afastou o vice-campeão da Taça da Rússia como o conseguiu depois de a equipa de Neto ter estado a ganhar 2-0. Hugo Vieira teve destino igual, pois o Torpedo foi eliminado pelo CSKA Moscovo. Futuro diferente dos compatriotas portugueses ficou reservado para Manuel Fernandes, que segue na prova. O médio do Lokomotiv marcou presença na vitória sobre o FC Ufa.

Juventus escorrega

Em Espanha e na Alemanha também houve taças, mas não houve surpresas. Na Taça do Rei, Diogo Figueiras foi o único português que não teve direito a descanso numa equipa do Sevilha que foi suficiente para ganhar 6-1. No Real Madrid, Ancelotti também fez alinhar vários menos utilizados para sair vitorioso.

Na Taça da Alemanha foi o adversário do Benfica na Liga dos Campeões quem passou por apuros, pois o Bayer Leverkusen só nos penáltis conseguiu ultrapassar o Magdeburgo. Já o Bayer Munique e o Wolfsburgo de Vierinha seguiram em frente sem sobressalto.

Na Taça da Liga francesa, o Marselha caiu aos pés do Rennes. Em Itália não houve taças, mas sim a continuação da 9ª jornada, onde Buffon fez o jogo 500 pela Juventus [como pode ler nesta revista], mas que não deixou grandes recordações aos outros jogadores da vechhia signora.

A Roma aproveitou o empate da Juve para se colar ao líder da Serie depois bater o Cesena. O Parma de Pedro Mendes continua a segurar a lanterna vermelha com a derrota no terreno do Torino.

Jogos desta quarta-feira:

Taça da Liga inglesa:

Manchester City-Newcastle, 0-2

Stoke City-Southampton, 2-3

Tottenham-Brighton & Hove Albion

Taça do Rei de Espanha:

Cornella-Real MAdrid, 1-4

Sabadell-Sevilha, 1-6

Taça da Alemanha:

1860 Munique-Friburgo, 2-5

Magdeburgo-Bayer Leverkusen, 2-2 (4-5, g.p.)

Leipzig-Aue, 3-1

Wuerzburger Kickers-Braunschweig, 0-1

Eintracht Frankfurt-Borussia Mönchengladbach, 1-2

Hamburgo—Bayern Munique, 1-3

Hoffenheim-FSV Frankfurt, 5-1

Wolfsburgo-Heidenheim, 4-1

Taça da Liga francesa:

Nice-Metz, 3-3 (2-3, g.p.)

Rennes-Marselha, 2-1

Taça da Rússia:

CSKA Moscovo-Torpedo Moscovo, 2-0

FC Ufa-Lokomotiv Moscovo, 0-1

Syzran 2003-Gazovik Orenburg, 0-1

Zenit-Arsenal Tula, 2-3

Kuban Krasnodar-Tosno, 3-0

Resultados e classificação da Serie A