Um grande jogo em São Petersburgo onde a Rússia testou a seleção espanhola antes do Mundial 2018 e conseguiu travar uma das candidatas ao troféu. O encontro terminou em 3-3, com um bis de Sergio Ramos e pelo meio Rodrigo a deixar um guarda-redes russo K.O.

Como era expectável, os espanhóis tomaram a iniciativa do encontro e aos 9 minutos já venciam com um improvável golo de Jordi Alba: marcou de cabeça a cruzamento de Asensio.

Uma primeira grande penalidade deu origem ao 2-0 (35 min), com Sergio Ramos a fazer o golo de penálti e a confirmar a diferença entre as duas equipas. Os russos reagiriam, porém.Já perto do intervalo, Smolov recebeu a bola e da entrada da área disparou forte para a baliza espanhola.

O final do primeiro tempo trouxe uma Roja a passar por alguma aflição, mas sem os russos empatarem. Isso sucedera apenas no segundo tempo, com Miranchuk a igualar o encontro.

Sergio Ramos bisou pouco depois, através de outro penálti, este muito duvidoso e com os russos a discutirem a decisão do juiz. O central fez o 2-3, mas um erro de Asensio, num lançamento lateral, levou a bola aos pés de Smolov. O avançado da Rússia armou o remate e num disparo fortíssimo fez não só o 3-3 como o melhor golo da noite.

O resultado não ia mudar até final, mas o jogo ainda tinha para contar. Num lance entre Rodrigo e Lunev, o hispano-brasileiro atingiu o guarda-redes com o joelho. O russo ficou estendido no relvado e nem terminou o jogo, com a Rússia a acabar com menos um e um jogador de campo na baliza.