Mourinho: «O ManCity é um Jaguar e não se põe uma placa L atrás de um Jaguar»

Treinador do Chelsea continua com o discurso de que não é o principal candidato ao título inglês

Por Redação       8 de Fevereiro às 19:07
Mourinho: «O ManCity é um Jaguar e não se põe uma placa L atrás de um Jaguar»
José Mourinho continua a dizer que o Chelsea não é o principal candidato ao título inglês. Os londrinos chegaram neste sábado ao primeiro lugar isolado da Premier League, mas o técnico português não muda de ideias e agora explicou com nova analogia, na qual considera o Manchester City um Jaguar.

«Quero acabar com a história dos cavalos, mas não mudo de ideia», disse Mourinho, logo após o triunfo sobre o Chelsea. O técnico tina dito que Arsenal e Manchester City eram dois cavalos grandes na corrida ao título, enquanto o Chelsea era um potro.

Ainda assim, Mourinho fez nova comparação. «O Manchester City é um Jaguar [carro] e não se coloca uma placa L [de aprendizagem] num Jaguar», atirou Mourinho.

«Nós somos o que somos e sabemos para onde vamos, por isso esta época temos apenas um objetivo, que é ficar nos quatro primeiros», assegurou o treinador.

«Estamos a jogar bem, a primeira parte não foi o melhor exemplo disso, porque tivemos alguns problemas, mas, no geral, estamos a jogar bem há algum tempo», continuou Mourinho, já na sala de imprensa.

«Individualmente, os jogadores estão num bom momento e a equipa está a obter resultados. Estamos no topo da liga e não o podemos esconder, mas continuo a dizer [que o Chelsea não é o principal candidato]. Não é só dizer, é sentir também», sublinhou.

José Mourinho foi ainda colocado perante os resultados de Arsenal, goleado pelo Liverpool [5-1] e ManCity [0-0 em Norwich].

«[O 5-1] É um grande resultado, grande surpresa, mas pode acontecer, claro. Não se espera um resultado destes. Quando há duas equipas grandes, espera-se um empate, 0-0, 1-0, 2-0. Mas Anfield não é um sítio fácil de jogar. Têm um grande potencial de ataque e pode acontecer a qualquer um», comentou o técnico dos blues, sobre o Liverpool-Arsenal.

Já com o foco no nulo de Norwich, Mourinh oconsiderou que este tipo de encontro «são jogos em que se pode mostrar que se é melhor, marcar golos e resolver ou entrar numa situação complicada» como aconteceu ao City.

«Hull não é fácil, Norwich também não. São resultados que podem acontecer, mas quando acontecem ao ManCity a surpresa é maior, porque têm grande potencial ofensivo», considerou José Mourinho.

Mourinho falou também de Eden Hazard, o belga que esteve em destaque no triunfo sobre o Newcastle ao apontar os três golos do triunfo.

«Acho que a exibição dele não foi diferente de outras que já teve. A diferença é que fez o primeiro hat-trick pelo Chelsea. Mas é uma exibição muito parecida com a que fez com Hull, ManCity, United, Liverpool ou Southampton. Está a jogar da mesma maneira. Hoje, fez um hat-trick, claro. Mas está a jogar bem, denota grande evolução, consistência e ambição, está fantástico», concluiu.



PUBLICIDADE

Comentários
Maisfutebol de A a Z
Ver todos
X
Y
MAISFUTEBOL COPYRIGHT © 2013 IOL.PT