A UEFA decidiu não dar provimento à queixa apresentada pelo Sporting, relativamente ao jogo com o Schalke, em Gelsenkirchen, da terceira jornada da Liga dos Campeões. O clube português acaba de resto de ser notificado desta decisão.

Recorde-se que o Sporting pediu a repetição do jogo ou, em contrapartida, receber a verba correspondente à vitória, com base na grande penalidade assinalada incorretamente em período de descontos, que deu a vitória à equipa alemã (4-3).

A informação disponibilizada entretanto pela UEFA refere apenas que «o protesto apresentado pelo Sporting foi considerado inadmissível pelo Comité de Controlo, Ética e Disciplina».

Ao que o nosso jornal apurou, esta decisão foi baseada no artigo 50.2 do Regulamento Disciplinar, que diz que «os protestos não pode ser apresentados com base em decisões factuais do árbitro».