3-1

Um golo de Neymar logo aos sete minutos, depois de um raide de Messi, consolidou uma excelente primeira parte do Barcelona. Também não faltou o golo do próprio Messi, aos 27 minutos.

Tirou o pé o Barça na segunda parte e pôs-se a jeito para um final mais tenso, quando aos 88 minutos El Ghazi marcou o 2-1 para o Ajax, numa altura em que  Luis Enrique já tinha tirado Messi, Neymar e Iniesta, a pensar no clássico do fim de semana com o Real Madrid. Foi o primeiro remate enquadrado dos holandeses.

O Barça acabou com as dúvidas que restavam quando Sandro Ramirez, saído do banco, apontou o 3-1, já nos descontos.

No outro jogo do grupo, o APOEL resistiu ao PSG durante 87 minutos, com três portugueses em campo: Mário Sérgio, Tiago Gomes e Nuno Morais, que esteve em dúvida mas recuperou. Depois do Sporting, a equipa com mais portugueses no onze titular da noite de Champions.

Os cipriotas até tiveram várias oportunidades para marcar, mas o golo não chegou. E no final resolveu Cavani.