No final do encontro o internacional argentino falou do assunto, para garantir a autoridade de Luis Enrique. «Esta substituição não estava combinada. O treinador é ele, e tira-me quando tiver de tirar. Não há problema», disse Messi à TV3.

O próximo compromisso do Barcelona é frente ao rival Real Madrid, mas o argentino defende que o clássico «não decidirá nada, pois ainda haverá muito campeonato pela frente».

O jogo no Bernabéu pode consagrar Messi como melhor marcador da história da Liga espanhola, uma vez que está a apenas um golo do recorde de Zarra, mas o número 10 do Barcelona diz que «o mais importante é jogar bem, e se possível ganhar».