O treinador da Roma, Eusebio Di Francesco, anteviu esta terça-feira, o encontro frente ao Barcelona, a contar para os quartos de final da Liga dos Campeões. O técnico italiano elogiou a equipa catalã, mas afirmou que a sua equipa quer «continuar a sonhar».

«Vamos encarar o jogo com muita humildade frente a uma equipa que está habituada a disputar este tipo de jogos. Vamos enfrentar, provavelmente, a melhor equipa do mundo. É um grande orgulho para nós, mas queremos continuar a sonhar», referiu, citado pelo diário AS.

Durante a conferência de imprensa, Di Francesco insistiu que a sua equipa tem de encarar o duelo com alegria.

«O Barcelona apenas sofreu um golo em casa em todos os jogos da Liga dos Campeões. Temos de tentar criar-lhes problemas no ataque. Ganhámos esta oportunidade, por que razão não podemos estar otimistas? A alegria tem de fazer parte do carácter dos futebolistas», frisou.

O treinador da formação romana confessou ser uma grande admirador de Iniesta, jogador que termina contrato com os blaugranas no final da temporada: «Fui médio e posso dizer que estou encantado com Iniesta. A forma como se desmarca, como toca a bola… comparações com Totti? São dois jogadores que fizeram história pelos seus clubes. Em campo, porém, são distintos.»

Por último, Di Francesco assumiu que a Roma irá manter-se fiel ao seu sistema tático.

«Gosto dessa pergunta, assim posso criar confusão. O esquema inicial não irá provocar dúvidas a Valverde. O Sevilha jogou em 4x3x3x1 e tínhamos de jogar assim, mas até ao minuto 60 não estava um senhor chamado Lionel Messi», concluiu.

E