«Reconhecemos o Benfica como uma das boas equipas deste grupo, e que a priori era uma das favoritas a passar. O último lugar do grupo não reflete a sua qualidade. Temos de respeitar o Benfica, pela qualidade global que tem, e não pela situação classificativa neste momento», disse Leonardo Jardim em conferência de imprensa.

O técnico português lembrou que o Benfica foi finalista da Liga Europa e foi campeão português, para além de estar na liderança da Liga também neste momento. E por isso, apesar de ter perdido vários jogadores no defeso, continua a ser um forte opositor. «Perdeu alguns jogadores, mas do onze mais titular perdeu três. Continua com grande qualidade no plantel, e aliado a isso está o bom trabalho que Jorge Jesus tem feito à frente do Benfica», afirmou Jardim. 

O treinador do Mónaco defendeu, contudo, que o duelo de treinadores «não interessa», mas assim o duelo entre as duas equipas.

Jardim falou também de Bernardo Silva, promessa portuguesa emprestada pelo Benfica. «Para ele é uma motivação jogar a Liga dos Campeões e defrontar o Benfica», assumiu o técnico, que defendeu ainda que o futuro do Mónaco «é promissor». «Mais de 60 por cento dos jogadores têm menos de 21 anos», indicou.