O Chelsea venceu (2-1) o Shrewsbury Town, equipa da League Two (quarta divisão do futebol inglês), em jogo da Taça da Liga, e garantiu o apuramento para os quartos de final da prova.

A vitória não esteve contudo isenta de um susto.

Um golo de Drogba, aos 48 minutos, após assistência de Salah, parecia ser suficiente para garantir o apuramento da formação de José Mourinho.

O treinador português tinha apresentado um onze de segundas escolhas, mas todo ele formado por jogadores do plantel principal. Não abdicou aliás de nomes como Cahill, Oscar ou Schurrle.

O jogo foi percorrido num ritmo muito lento, quase sempre com o Chelsea em posse de bola. O modesto Shrewsbury Town limitava-se a dar o melhor e a defender com muitas forças um resultado honroso.

Confira a ficha de jogo

O Chelsea criara de resto várias oportunidades de golo e Drogba, para além do golo que marcou, introduzira outra vez a bola na baliza, mas a jogada foi anulada por fora de jogo.

O Shrewsbury Town só por uma vez tinha criado verdadeiro perigo, mas o cabeceamento de Grandison saiu a rasar o poste.

Contra todas as expetativas, no entanto, chegou ao empate aos 77 minutos: na sequência de um canto, o Chelsea não afasta a bola, que chega a Andrew Mangan e o avançado remata para o fundo das redes. Grande festa no terreno do modesto Sherwsburry Town.

Mourinho, percebendo o risco de prolongamento, colocou um ar preocupado na face e lançou Willian e Matic para os lugares de Salah e Obi Mikel. Pouco depois, Willian recebe na esquerda, trabalha sobre um adversário e cruza para a área, onde Grandison desvia com um pequeno toque para a própria baliza.

Autogolo que garantiu o apuramento do Chelsea e até fez Mourinho festejar no banco.