mereciam

Na Amoreira, o Estoril chegou a desperdiçar um penálti que poderia ter invertido a derrota que veio a acontecer e que deixa, à entrada para a segunda volta, o apuramento mais difícil. O Dínamo Moscovo reforçou a liderança do Grupo E aproveitando o empate entre o PSV Eindhoven e o Panathinaikos de Zeca.

Em Bucareste, o Rio Ave também podia ter conseguido o primeiro ponto, mas a equipa portuguesa ficou-se pelo primeiro golo na fase de grupos. A equipa portuguesa não conseguiu inverter no segundo os dois golos do Steaua a abrir e a fechar a primeira parte.

Rusescu bisou frente ao Rio Ave e é o melhor marcador da Liga Europa, com cinco golos. Neste Grupo J, enquanto os vilacondenses se mantiveram no último lugar com o apuramento cada vez mais longe, passou a haver três equipas com os mesmo pontos, pois o Aalborg ganhou de forma categórica ao antigo comandante isolado, Dínamo Kiev, onde Miguel Veloso foi chamado para jogar a segunda parte quando a equipa ucraniana já perdia por 2-0.

No Grupo I também ficaram três equipas no primeiro lugar especialmente, fruto da vitória do Young Boys sobre o Nápoles. Mas foi o jogo entre o Slovan Bratislava e o Sparta Praga que conseguiu chamar mais atenções, pois voltou a haver a interrupção de um jogo das competições europeias.

Confrontos entre adeptos dos dois clubes, com objetos atirados para o relvado pelo meio, levaram o árbitro sueco Martin Strömbergsson, a interromper o jogo do Estádio Pasienky aos 42 minutos. A partida esteve interrompida 48 minutos. Pelo meio, a polícia de choque eslovaca foi obrigada a entrar em ação e os adeptos do Sparta recuaram para a sua bancada.

A goleada desta 3ª jornada foi conseguida pelo Borussia Moenchengladbach, que aplicou 5-0 ao Apollon. Mas o triunfo de cinco golos marcados ao guarda-redes português Bruno Vale não chegou para assustar o Villarreal. A equipa espanhol continua líder do Grupo A. E também goleou o Zurique.

No Grupo C também se marcaram 10 golos em mais duas goleadas. O Besiktas arasou o Partizan em Belgrado. O Tottenham cilidrou o Asteras. Turcos e Ingleses lideram a par. No Grupo B, o empate entre Brugge e FC Copenhaga permitiu ao Torino isolar-se.

O Dínamo Zagreb da esquadra portuguesa na Croácia foi um dos goleados da noite europeia perdendo 4-2 em Salzburgo. Houve de tudo entre o rendimento dos portugueses do Dínamo. Eduardo esteve sempre em campo, Ivo Pinto e Paulo Machado forma substituídos e Wilson Eduardo não saiu do banco. Os austríacos e o Celtic vão-se destacando neste Grupo D, pois o escoceses mantiveram o Astra sem pontos.

Em Krasnodar, foi um português a ganhar 4-2. O Wolsfeburgo de Vierinha, que jogou meia hora, aproximou-se da frente no Grupo H, mas o triunfo não chegou para apanhar o Everton, apesar do empate dos ingleses com o Lille. No Grupo G, houve encontro entre portugueses no Standard-Sevilha. Todos foram totalistas. Houve empate. E saíram mais beneficiados Beto, Diogo Figueiras e Daniel Carriço do que João Teixeira. O grande perdedor da jornada no grupo do detentor do troféu foi o Feyenoord. E o Rijeka ganhou novo fôlego.

No Grupo F, o Inter vai controlando as operações depois de ultrapassar o Saint-Etienne. A maior desilusão é o Dnipro de Bruno Gama, que não conseguiu evitar a derrota em casa com o Qarabag. Além do D. Moscovo no grupo do Estoril, os dois últimos agrupamentos têm mais duas equipas com o pleno de vitórias nas três jornadas.

No Grupo K, a Fiorentina manteve a liderança sem mácula à custa do PAOK de Miguel Vítor que, mesmo perdendo em casa, viu a derrota atenuada com o empate entre Dínamo Minsk e Guingamp. No Grupo L, o Legia saiu também com o pleno de Kharkiv, enquanto o Trabzosnpor de Bosingwa deixou o Lokeren mais afastado dos lugares de apuramento.