Acompanhe aqui AO VIVO o FC Porto-Arouca

MOMENTO

FC PORTO

Em menos de um mês – com um janeiro horrível, diga-se – o FC Porto perdeu cinco vezes, foi eliminado da Taça da Liga e passou de líder da Liga a terceiro classificado, colocando em risco a corrida ao título. Com a saída de Lopetegui e entrada de José Peseiro (com Rui Barros a cumprir a passagem de testemunho) os dragões parecem ter recuperado alguma chama e venceram os três jogos que interessavam desde a entrada do novo técnico: duas vitórias para a Liga, um com direito a uma reviravolta há muito não vista (no Estoril), e outra na passada quarta-feira, frente ao Gil Vicente, que colocou os azuis e brancos com um pé e meio na final da Taça. Serve esta receção ao Arouca para medir o pulso e testar a vitalidade do novo dragão em vésperas de uma série terrível, que começa com o clássico na Luz, já na próxima sexta-feira, e prossegue com uma eliminatória de grau de dificuldade máximo diante do Borussia Dortmund para Liga Europa.

AROUCA

2016 nem começou mal e a equipa de Lito Vidigal entrou no novo ano com um empate e uma vitória na Liga, porém, daí em diante caiu a pique e está a fazer neste momento a pior série de resultados da época. Os arouquenses não venceram nos últimos sete jogos. Além da eliminação da Taça de Portugal (diante do Sp. Braga) e da Taça da Liga (empate com o Paços e derrota com o Sporting), a equipa tem duas derrotas e dois empates nas últimas quatro jornadas da Liga. Ainda assim, nada que coloque em causa a luta pela manutenção, já que o Arouca soma 25 pontos (sete acima da linha d’água) e está a meio da tabela, na nona posição.

--

AUSENTES

FC PORTO: Bueno e Evandro (lesionados); Maxi Pereira e Marcano (castigados).

 

AROUCA: Ivo Rodrigues (castigado).

--

DISCURSO DIRETO 

 

José Peseiro (FC Porto): «Esperamos um adversário muito recuado, fechado sobre a defesa. Convém recordar que o Arouca tem dez jogos feitos fora de casa e tem apenas duas derrotas nesses dez jogos. É uma equipa que se vai fechar. Eles têm geralmente essa estratégia, querem reduzir espaço e envolver-se no processo defensivo com todos os jogadores. Sabemos a quem o Arouca ganhou e a quem não ganhou. Isso também é um sinal para nós. Temos noção da nossa qualidade, do poder que temos e do que devemos fazer para vencer o jogo. Temos de jogar nos limites da concentração e nos limites do empenho.»

  

Lito Vidigal (Arouca): «O FC Porto tem obrigatoriamente de ganhar para continuar com possibilidades de lutar pelo título. É um adversário que não tem pontos de comparação connosco, mas onde os podemos superar é na ambição. Temos de ser corajosos e ter espírito de rebeldia (…) Se tivermos de jogar mais subidos, jogamos, se tivermos de baixar as linhas, baixamos. No fundo, vamos jogar com aquilo que os nossos jogadores puderem fazer e o que a equipa do FC Porto nos obrigar a fazer. No entanto, não treinamos para jogar com o bloco baixo.»

--

REGISTO HISTÓRICO

Cinco jogos, cinco triunfos portistas, com 16 golos marcados e três sofridos. O domínio do FC Porto em duelos com o Arouca é absoluto, desde que os arouquenses subiram ao primeiro escalão do futebol nacional em 2013/14. Um bis de Corona e um golo de Aboubakar resolveram o jogo da primeira mão (1-3), em Arouca, ainda assim, o último de dois confrontos no Dragão só foi vencido pela margem mínima pelos azuis e brancos: Aboubakar foi mais uma vez decisivo nesse triunfo, em março de 2015.

--

EQUIPAS PROVÁVEIS

FC PORTO

Outros convocados: Helton (guarda-redes), Chidozie, Rúben Neves, Sérgio Oliveira, Varela, Marega e Suk.

--

AROUCA

Outros convocados: Não divulgado.