Jorge Jesus esteve pouco tempo na sala de imprensa dos Barreiros, após a derrota. O treinador do Sporting pediu para fazer o balanço da época noutro momento. 

«Vamos deixar o balanço para outra altura. Para este jogo sabíamos que só dependíamos de nós para chegar à Champions, mas também que íamos ter um jogo muito difícil, pois normalmente o Marítimo é assim nos Barreiros. Mas não esperávamos que esta equipa fizesse tanto anti-jogo, até porque já não tinha objetivos com a pontuação.»

«Também é verdade que o Sporting não entrou bem no jogo e apesar de sofrer primeiro foi logo empatar. Na segunda parte não conseguiu soltar-se das marcações, houve muitas paragens sempre a quebrar o ritmo de jogo.  Se jogámos 20 minutos foi o máximo e depois só deram cinco minutos nos descontos.»

[Época desgastante?]

«É verdade. São 60 jogos e o Marítimo nem deve ter 40, se tanto... E depois há esta temperatura da Madeira que também teve alguma influência. Fez com que a equipa do Sporting não fosse muito leve e dinâmica. Não foi e isso foi o princípio para que o Marítimo defensivamente controlasse todas as situações ofensivas do Sporting.» 

«De qualquer forma, é claro que nos custa ter perdido este objetivo [Liga dos Campeões]. Todos nós, em especial os adeptos como se notou aqui [equipa foi assobiada ruidosamente no final do jogo pelos seus adeptos].»