* Por Raul Caires

 

A FIGURA: Fransérgio. «Capitão Europa»

Grande jogo. Ainda esta semana disse que quer despedir-se do Marítimo (vai para o Sp. Braga) deixando a equipa num lugar europeu. Ainda faltam muitos jogos, mas neste domingo deu corpo à promessa. E de que maneira: Primorosa assistência para o golo do empate, que redundou num golaço de Zainadine Júnior em cima do intervalo; depois assistiu Alex Soares, cujo remate Bolat defendeu para os pés de Keita fazer o segundo; e concluiu um contra-ataque bem desenhado da sua equipa que veio a sentenciar o resultado...

O MOMENTO: Golo de Keita

Manuel Machado preparava-se para mexer na equipa do Arouca e logo com uma dupla substituição. O Marítimo havia regressado do intervalo com a “pica” toda para chegar ao segundo e mantinha a equipa visitante presa no seu último reduto. Decorria o minuto 61’ e o golo do avançado guineense constituiu um rude golpe nos planos do técnico arouquense. Tudo estremeceu e pouco depois, o Marítimo fez o terceiro que sentenciou a partida.

CRÓNICA DO JOGO

Outros destaques:

Keita: com o impedimento até final da temporada de Dyego Sousa, Keita, que foi contratado no mercado de Inverno, tem sido o eleito de Daniel Ramos para a frente de ataque do Marítimo. Hoje estreou-se a marcar na Liga. Foi a cereja em cima do bolo de mais uma exibição bem conseguida do avançado guineense. Um jogador que cultiva o jogo colectivo e que tem potencial para dar ainda mais à equipa.

Patrick: muito interventivo no apoio ao ataque, criando desequilíbrios. Mas destacou-se ainda mais nos duelos individuais, nos quais foi poderoso.

André Santos: o capitão do Arouca destacou-se dos restantes colegas de equipa durante quase toda a partida pela eficácia com que se exibiu na sua área de actuação, o «miolo», onde raramente falhou um passe.

Jubal: o central esteve muito melhor do que o colega de zona, Sema Velázquez. Muito forte nos duelos individuais, e quase sempre bem posicionado para as intercepções, ajudou a equipa a não sair goleada da Madeira.

Sami: o regresso ao «Caldeirão dos Barreiros» foi coroado com um golo pleno de oportunidade. Mas tirando esse facto, pouco mais se viu do avançado do Arouca.