Acompanhe o Rio Ave-Belenenses EM DIRETO no Maisfutebol a partir das 16h00

MOMENTO:

Rio Ave: Os cinco primeiros lugares da liga já estão atribuídos, mas há um bilhete para as competições da UEFA por decidir. No braço-de-ferro entre insulares e nortenhos, é o Marítimo quem aparece melhor posicionado para ganhar o leilão. Contas feitas, tem 49 pontos, três à maior sobre o Rio Ave, e entrará no comboio da Europa com uma igualdade. Por outras palavras, ganhar pode não chegar para as ambições vila-condenses, que sorriem no confronto direto com os insulares.

Belenenses: Ao fim de quatro jogos, Domingos Paciência já experimentou todos os resultados possíveis com o clube do Restelo. A vitória em Alvalade garantiu a permanência do Belenenses e quebrou um ciclo negro de sete derrotas consecutivas. Só que esse triunfo não teve o melhor seguimento. O empate (1-1) diante do Moreirense impossibilitou o assalto ao nono posto e a chegada ao cunho dos 40 pontos. Resta lutar pelo «top10», bastando fazer melhor resultado que o Chaves.

AUSÊNCIAS:

Rio Ave: Yazalde, Kizito e Roderick Miranda (lesionados)

Belenenses: Oriol Rosell, Diogo Viana e Miguel Rosa (lesionados)

DISCURSO DIRETO:

Luís Castro: «Fomos apurados para a final e vamos disputá-la com muito entusiasmo, motivação e confiança, sem que isso atropele a necessidade estarmos serenos neste desafio. É um jogo decisivo, nada mais há além destes 90 minutos, e esperamos resolver tudo em relação à nossa pretensão de subir mais um lugar na classificação.»

Domingos Paciência: «O Belenenses pode ficar em décimo lugar e esse é o grande objetivo deste jogo. Quero olhar para cima. O Rio Ave é uma equipa que joga bom futebol, com muita posse de bola e tem jogadores que desequilibram. Fez uma época com qualidade e está a lutar pela Europa. Vai procurar ganhar o jogo, mas terá pela frente um Belenenses digno, comprometido e a tentar a vitória.»

HISTÓRICO DE CONFRONTOS:

Rio Ave e Belenenses contabilizam entre si 33 jogos para o campeonato. 16 foram realizados nos Arcos, com um registo favorável aos vila-condenses: nove triunfos contra quatro dos azuis do Restelo. Pelo caminho registaram-se quatro empates.

Em sentido inverso, é preciso recuar três temporadas para encontrar a última vitória caseira do Rio Ave sobre o Belenenses. Foi em janeiro de 2014, quando Luís Gustavo decidiu a contenda com um livre direto ao cair do pano. Daí para a frente, uma igualdade e outra vitória para a equipa de Belém, na temporada passada.

EQUIPAS PROVÁVEIS:

RIO AVE:

Outros convocados: Rui Vieira, Nélson Monte, André Vilas Boas, Bruno Teles, Pedro Moreira, Adama Traoré, Rúben Ribeiro, Gonçalo Paciência e Ronan.

BELENENSES:

 

Outros convocados: Filipe Mendes, Domingos Duarte, André Sousa, Benny, Fábio Nunes, Juanto Ortuño e Betinho.