O F.C. Porto não falha as competições europeias desde a época 1973/1974, mas o castigo imposto pela UEFA ao clube portista, por duas tentativas de corrupção a árbitros do campeonato português, pode quebrar uma sequência de 34 épocas consecutivas na europa.
Nesse período os «dragões» foram por duas vezes campeões europeus (1987 e 2004), os pontos mais altos de um vasto currículo em competições internacionais. O F.C. Porto é, a par do Manchester United, a equipa com mais presenças na Liga dos Campeões, um total de 12. A vitória na Taça UEFA (2002/2003) ou a presença na final da Taça das Taças em 1984, são outros marcos da carreira portista pela Europa.
Durante 34 anos, o F.C. Porto revelou figuras que se tornariam estrelas do futebol, como é o caso dos treinadores José Mourinho e Artur Jorge, e de jogadores como Deco ou Ricardo Carvalho.
Outra tradição quebrada é a presença de Pinto da Costa Após 26 anos a assistir à presença do clube portista em competições europeias como presidente, o dirigente aguarda ainda a decisão do recurso relativo ao castigo de dois anos imposto no processo Apito Final.