Com este resultado, os leões ascendem ao grupo dos sextos classificados, enquanto a Oliveirense se mantém na quarta posição, a dois pontos de Benfica B e Desp. Chaves e a três do líder Freamunde.

O jogo foi bem disputado em termos táticos, com um Sporting mandão mas pouco eficaz e uma Oliveirense organizada e muito disciplinada a defender.

Com Wallyson a comandar as operações a partir do meio e com Gauld e Podence mais livres e soltos para desenvolver o seu futebol, o Sporting teve bons momentos com bola, embora o aproveitamento tenha sido escasso.

Quando não era a pontaria dos jovens leões que falhava, aparecia o promissor João Pinho a salvar a formação de Oliveira de Azeméis com defesas atentas e eficazes.

Nos segundos 45 minutos, João de Deus lançou Iuri Medeiros para o lugar de um desinspirado Slavchev e a equipa continuou a lançar-se para o ataque, embora sem arte nem engenho.

Com a entrada do jovem internacional sub-19 português Gelson Martins, o Sporting procurou um último assalto, mas ficou-se pelas intenções.

Do outro lado, mérito a um trabalho defensivo irrepreensível da formação orientada por Artur Marques, claramente disposta a dar luta nos lugares da frente da tabela classificativa.

Onze do Sporting B: Luís Ribeiro; Ricardo Esgaio, Rabia, Domingos Duarte e Mica Pinto; Wallyson; Gauld (Enoh, 69 min.), Slavchev (Iuri Medeiros, 45 min.), Podence; Sacko e Cissé.