O Momento:

Boavista: Os azadrezados sofreram no passado fim-de-semana um duro golpe ao serem afastados da Taça de Portugal pelo Desportivo das Aves, por uns significativos 4-1. Se a moral da equipa pode estar abalada, é certo também que, nos que diz respeito ao campeonato, as coisas não estão tão negras para o Boavista. O 14.º lugar, com tantos pontos como o 11.º, e um bom registo no sintético do Bessa, onde apenas o Benfica conseguiu vencer, dão confiança ao plantel comandado por Petit.

P. Ferreira: Após início de campeonato com um calendário difícil, a defrontar Benfica e FC Porto, o Paços mostrou que a imagem positiva que tinha deixado podia concretizar-se em pontos. Aos poucos, os castores, com uma identidade já à imagem de Paulo Fonseca, foram trepando na classificação. O desaire na Taça da Liga, frente ao União da Madeira, há um mês, foi o último resultado negativo dos pacenses.

Ausências:

Boavista: Anderson Correia, Pouga, Fábio Ervões, Luís Neves e Fary

P. Ferreira: Rodrigo Galo e Hurtado

Discurso Direto:

Petit: «Depois da derrota nas Aves, os jogadores estão conscientes que não passaram do 80 ao 8. O Boavista é um clube histórico e tem de haver concentração nos treinos e nos jogos da parte dos jogadores, de modo a dignificarem esta camisola e darem alegria aos adeptos que tanto os apoiam».

«Depois dos três grandes, talvez o Paços seja a equipa que melhor futebol pratica em Portugal».

Paulo Fonseca: «O Boavista tem atrás de si a conquista de um campeonato, presenças nas provas europeias, com uma meia-final. Sobra para nós a confiança e a vontade de conquistar os três pontos num campo estranho para nós, em que só o campeão nacional [Benfica] conseguiu vencer. Vamos ter grandes dificuldades, mas temos uma grande vontade de vencer».

EQUIPAS PROVÁVEIS:

Boavista

P. Ferreira